segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

A CENTRALIDADE DA CRUZ E A VIDA CRISTÃ




Certa vez, John Wesley perguntou para a sua mãe, Suzanna Wesley, o que era pecado, e ela respondeu de forma sábia: "Qualquer coisa que debilite a sua razão, que diminua a sua sensibilidade da sua consciência, obscureça a sua concepção de Deus ou enfraqueça o  seu gosto pelas coisas espirituais, qualquer coisa que aumente o domínio da carne sobre a mente, isto é pecado, por simples que seja ou por mais inocente que seja"
 A questão do pecado é profunda, ela envolve completamente a vida humana, o pecado mudou o destino da civilização, e a gravidade do pecado pode ser vista no modo radical como DEUS respondeu a ele. A cruz e o sacrifício de Cristo, o sofrimento do salvador ali no Calvário, revela a seriedade do pecado e a gravidade das suas consequências
 Hoje, pouco se fala sobre o assunto, ou tentamos amenizar o assunto, de forma a dar classificações relativistas ao pecado. Porem dentro dos padrões biblicos, isso não é bem assim. A devastação causada pelo pecado e pela rebelião contra DEUS, não podem ser de forma alguma tratado como um assunto superficial e de pouca importância. O mal da nossa era, começa com uma profecia de Cristo que fala sobre multiplicação de iniquidade. Imaginamos então a devastação que isso causará na sociedade.
 Nosso papel como cristãos, não é tentar fazer um mundo espiritual de faz de  contas, o pecado é sim grave! exigiu uma resposta radical de DEUS Pai, ao dar seu unico Filho para morrer na Cruz, isso foi uma resposta ao pecado, foi uma reação contra a maldição imposta sobre a humanidade, pelo pecado.
 O grande problema está no modo como queremos classificar, de forma a dar uma gravidade para certas coisas, como orgulho, homicídio, idolatria, etc, e ao mesmo tempo não dar uma gravidade profunda para outros atos que aparentemente parecem ser mais comuns na vida de cada alma, como por exemplo a luxuria, pois viver num mundo cercado de erotismo, é um convite a pecar a toda hora lá no fundo do coração, onde ninguém vê. Mas e se fosse colocado uma tela em frente ao púlpito da igreja, para apresentar cada imagem de nossa imaginação, uma por uma, durante todas as vezes que vamos ao templo adorar, como seria a reação das pessoas ao olharem para o que será apresentado ali a frente? As escrituras tratam com muito profundidade nossos sentimentos e nossos desejos. Não podemos fazer do nosso coração um deposito de sentimentos nocivos como ódio e raiz de amargura, isso se constitui em pecados graves, porém pouco se fala sobre esse assunto. Achamos que as coisas mais insignificantes ou as que podem ser escondidas facilmente no homem interior, podem ser tratadas com menos cuidado.  A W Tozer disse com acerto: "O pecado tem sido disfarçado nestes dias, aparecendo com novos nomes e caras. Você pode estar sendo exposto a esse fenômeno na escola. O pecado é chamado por diversos nomes enfeitados - qualquer nome, menos pelo que ele realmente é. Por exemplo, os homens já não ficam mais sob convicção de pecados; eles têm um complexo de culpa. " É isso, tentamos dar outras formas para o monstro do pecado, assim como satanás tenta dar forma a sua aparência, transfigurando-se em anjo de luz, para não apresentar a gravidade e o perigo de sua aparência e de sua presença quando se aproxima de suas vitimas sem discernimento. Assim o pecado está sendo embalado  com conceitos de psicologia e humanismo, para dar um requintado disfarce, mas na essência ele é uma rebelião gravíssima contra  DEUS.  A mais linda e dourada embalagem de presente, nunca tem o poder de mudar a característica do lixo infectado, embalado em seu interior. Devemos sempre tratar o assunto do pecado com cuidado e com seriedade, esse é o jogo da vida espiritual, esse é o centro da batalha espiritual,  Mas porque tratar desse assunto? ora, amados, tendo em vista que o pecado é a realidade maldita da condição do homem caido e a batalha acirrada em que o cristão se encontra desde a cruz, se faz mister termos uma visão adequada sobre o assunto! ou como disse J. C. Ryle "O pecado começa como um teia de aranha, mas termina como uma camisa de força" e é essa a visão que deve predominar em nossas vidas, porque quanto menos grave o pecado parecer, muito menos iremos nos cuidar ou nos preocupar com isso! a grande arma do inimigo é ganhar legalidade, terreno, para logo em seguida atacar. E quando perdemos a visão da seriedade do pecado, pois mais insignificante que venha parecer, mais ele terá direito, legalidade e poder de ação.  Quanto mais superficial for a visão que temos do pecado, mais a nossa espiritualidade se tornará doentia. A eficácia da santidade só  será real, se tivermos uma visão coerente do pecado. Ássim, nosso ponto de partida é a cruz de Cristo, a morte de Cristo, o sofrimento de Cristo, O  Sangue precioso de Cristo, a consumação da redenção eterna efetuado por Cristo mediante a resposta divina, em favor da salvação dos homens. Que o Senhor nos abençoe e nos faça ver as coisas como elas realmente são!

Amém


Clavio J. Jacinto



sábado, 20 de dezembro de 2014

Meu Cristo



Cristo minha  rocha e esperança
Repouso bendito da minha fé
Alicerce da minha esperança
NEle estou firme e obediencia
Eu servo ELE Senhor, eis minha confiança


CJJ

Igrejas que Caíram de seu Estado Original

Igrejas que Caíram de seu Estado Original





“A igreja que o mundo tanto ama certamente é a igreja que Deus tanto odeia” (Spurgeon)
“Que ninguém vos  engane” II Tess 2:3

Apostasia  é um tema viável para o nosso tempo, porém o cair da graça para trilhar as sendas espinhosas de outros evangelhos, não é algo novo.  É um problema que está ali nas paginas do Novo Testamento.  Paulo escreve cartas destinadas as igrejas que ele mesmo organizou, para corrigir os eventuais erros. A igreja tem uma missão, um papel para desenvolver nesse mundo, a igreja tem um propósito, por definição, representa o Cristo vivo e ressurreto aqui nesse mundo. Há um conceito claro da igreja na Introdução à Teologia Sistemática de Wiley Culbertson (Casa Nazarena de Publicações): “O protestantismo sustenta que a verdadeira igreja é formada de todos os que são remidos por Jesus Cristo e deriva a sua autoridade da relação espiritual viva que existe entre os membros constitutivos e a cabeça divina da igreja, isto é, Jesus Cristo”.  A definição neotestamentaria é que a Igreja é o Corpo de Cristo, funciona como um organismo espiritual, e deriva a sua funcionalidade e seu propósito original nos ensinos das escrituras sagradas. Porém, pode uma igreja cair de seu estado original? Como a queda para a ruína, sempre nos lembramos de Satanás, Jesus afirma que viu ele cair como um raio, e Apocalipse 12 descreve que ele cai e arrasta consigo a terça parte dos anjos. A queda no mundo espiritual é uma tragédia de proporções imensas, deveria ser estudada com cuidado e temor, pois também servem de exemplo, para termos zelo profundo pelas coisas espirituais.
Paulo denuncia os Galacianos: “Da graça tendes caído” (Gl 5:4) uma queda é possível, um desvio é possível, e Paulo começa sua carta, afirmando que anjos (Seres Espirituais) não tem autorização de pregar doutrinas, e se um anjo descer e pregar um evangelho diferente, isso deve ser considerado como anátema, ou seja, maldito. Poucos percebem o peso e a seriedade das palavras de Paulo em Galatas 1:8, deveríamos estar mais atentos a isso! Porém, a lógica do contexto, nos leva para um outro lado, a anunciação de doutrinas estranhas e muitos desvios doutrinários são de responsabilidade humana, embora Paulo também afirme sobre  manifestações de espíritos enganadores seja algo característica dos últimos dias.
Uma igreja cai do seu estado original quando deixa de pregar os fundamentos da fé apostólica, em todas as suas dimensões.  Quando abandona uma cosmovisão bíblica cristã, quando substitui os absolutos morais pelo relativismo e introduz conceito humanistas e pragmáticos e quando entra em processo de adaptação materialista e se torna amigável ao mundo. Esses são sinais sérios, da decadência de uma igreja, e a sua queda e a ruína será irreversível, se ela não retroceder e voltar pelas veredas antigas.
Olhamos para a Igreja do Novo Testamento, o contexto histórico em que ela está inserida, a forma como ela se movia em um mundo hostil, a posição do mundo secular era uma posição favoravel ao materialismo, isso já é uma trombeta de alerta para nós! Porque o mundo era hostil aos cristãos primitivos? Porque eles confrontavam os valores decadentes da sociedade, eles  divinizavam as coisas mortais, davam  ênfase nos prazeres hedonistas, a cosmovisão pagã era contraria aos princípios dos cristãos primitivos, havia um confronto direto, porque eram denunciadas, eram confrontados, e isso tinha uma reação hostil do mundo religioso daquela época, tinha uma reação hostil do mundo político daquela época. Os devotos de Diana em Efeso, em reação a Paulo é um exemplo digno, entre tantos outros.
A igreja foi chamada para confrontar, não a amoldar-se  ou conformar-se com esse século, Jesus disse que as portas do inferno não prevalecerão contra a sua igreja, preste atenção, porque isso não significa igreja protegida, significa igreja poderosa, que combate as portas infernais e elas não resistem ao confronto dos filhos de Deus. Hoje queremos proteção e não confronto, não queremos um cristianismo de risco, mas um cristianismo de conforto, não queremos ir para o céu, queremos que o céu se curve e venha até nós. Há uma inversão nas coisas, isso  significa que estamos caindo de nosso estado original do Novo Testamento.
Amor, eis os que afirmam muitos, devemos amar, mas esse amor não é o amor a Deus mas o amor a nós mesmos, por isso mesmo, um amor egoísta, que nos coloca no centro de todas as coisas, como se todo o universo espiritual tivesse que girar ao nosso redor. Ao invés de morrermos por nossa fé, matamos a fé das pessoas, quando elas olham para o escândalo do comportamento evangélico, ( Título de um livro de Ronald Snyder publicado pela Ultimato) muitas pessoas não mais dão o crédito devido para a igreja como um grupo de homens e mulheres que foram transformados pelo evangelho, e aspiram apaixonadamente a pátria celestial.  Esse amor que se prega hoje, é um amor secundário, feito na medida para contribuir com o conforto e os interesses egoístas do homem, Jesus denuncia a igreja de Efeso, por ter deixado o primeiro amor. O amor a Deus não tolera o amor ao pecado. Aliás falando sobre as igrejas da Asia, essa mesma igreja faz um teste severo contra os que afirmavam serem apóstolos, mas não  tinham as credenciais verdadeiras para o exercício de tal função, foram esses apóstolos  efesianos classificados como mentirosos. (Apocalispe 2:2) Oh! Isso hoje soaria como uma intolerância fundamentalista, porém foi o próprio  Cristo que aprovou e elogiou essa atitude. Se o  teste da credencial espiritual, do aval divino, fosse colocado em pratica hoje, na vida de muitos pastores e apóstolos e lideres cristãos, creio que teríamos resultados assustadores, tendo em vista a profissionalização de cargos eclesiásticos com salários exorbitantes e a construção de impérios financeiros as custas do ministério pessoal essa, tem sido  a regra comum na cristandade atual. 
Todos estamos acostumados em ouvir e ler sobre Laodicéia. Esquecemos que ela se encaixa tão perfeitamente com a igreja ocidental, achamos que isso não compromete a nossa posição. Rico estou e de nada tenho falta,  temos uma igreja materialmente farta e espiritualmente falida.  O conceito  de ver as coisas pela escatologia dispensacionalista, levou muitos a não se envolverem com obras sociais, o hedonismo e o conforto, o humanismo secular e o culto a personalidade, esse ultimo infestado nas letras de musicas cantadas para centralizar e  exaltar o próprio homem, há muita musica dita cristã que é cantada por homens para os homens. Lembro-me perfeitamente em um desses cultos rotineiros, onde certo cantor pronunciava a estrofe dirigindo-se ao publico eclesiástico com essas palavras “Você é especial...” e então eu acompanhava a musica cantando “Senhor, tu és especial...” é a contramão dentro da própria igreja no próprio culto a Deus (?)...
Inserida sobre a lei de Cristo, a igreja é o organismo que adora a Deus em espírito e em verdade, essa é missão vertical da igreja, e então, de maneira horizontal tem a incumbência de proclamar as boas novas do evangelho ao mundo, isso é exteriormente, interiormente ela deve ser um grupo de pessoas capacitadas a ajuda mutua, levando as cargas uns dos outros. Esse principio descrito em Galatas 6:2 é revolucionário, e desmantela a visão moderna de muitos lideres que querem construir impérios financeiros e viver de modo regalado as custas de dízimos e ofertas alheias.  Isso não é ter tudo em comum (Atos 2;44) como uns comem e bebem regaladamente, andam de carro importado, recebem salários  altos por uma administração eclesiástica enquanto seus membros passam fome, andam a pé e sofrem de necessidades diversas. A igreja do Novo Testamento tinha como pedestal a sã doutrina e a vida espiritual genuína, distribuía os bens aos necessitados, tratavam de suas viúvas e de  seus órfãos, Tiago tratou de classificar isso como a norma da verdadeira religião  cristã, porém hoje, o povo é chamado aos templos para darem ofertas, nunca para receberem ofertas, chamam os pobres para darem ofertas, e não para receberem algum benefício. A igreja caiu de seu estado original em diversas partes, a maior parte dos cristãos seguem essa queda.
A igreja está inserida no campo teológico e devocional, estudar as escrituras, é um dos propósitos sagrados da igreja, e é logico que aqui entra um principio, aquele descrito em Tito 2:1 a sã doutrina! (Veja também II T 2:15  e I Co 4:6) como estamos inseridos em um tempo confuso, onde temos tantas versões das escrituras, e algumas com trechos amputados, se faz mister ter um discernimento adequado. Parece que durante todo os três primeiros seculos, os cristãos tinham um conceito muito elevado pelo culto . A adoração e a exposição das escrituras podem ser observadas no brilhantismo literário de Agostinho e Orígenes e outros mestres das escrituras  da igreja antiga. É verdade que não concordamos com tudo o que escreveram, mas o modo como defenderam de forma coerente o cristianismo, enfrentaram forças antagônicas como o gnosticismo e o paganismo, tal evicencia nos força a reconhecer o legado brilhante desses defensores da fé. Inserido ao estudo das escrituras, estava celebrações como a santa ceia e o batismo.  Por ser algo extremamente sagrado, havia temor e não entretenimento, exposição de fatos e não de fabulas, amor fraternal e não confronto de egos, havia simplicidade e humildade e não teatro, era o poder do Espirito Santo  que prevalecia e não a psicologia e técnicas de persuasão. A igreja era o corpo de Cristo e não um campo de batalha de marketing, era um organismo e não um empreendimento.
Como agentes de confronto portando os valores que transformam o mundo, representados como portadora do sal e da luz em seus integrantes, a igreja era admoestada a se vestir com pudor e decência, o ético e não o estético era a base da vida cristã, era chamada para viver em santidade em toda a maneira de viver, e viviam portando esse  estandarte, ser santo em um mundo hostil confrontar os valores decadentes do seculo mal, da geração perversa, e tão lógico era isso, que paulo afirmava, quem desejassem viver em piedade sofreriam perseguição. João ensinava que o mundo jazia no maligno, e paulo ensinava que o deus desse século cegava o entendimento dos incrédulos. Esse é o contexto cultural da igreja, e seus membros sofreram a pressão da oposição, e enfrentava o martírio com coragem e santidade, a igreja antiga tem suas testemunhas fiéis como João na ilha de Patmos, desterrado por causa da palavra e do testemunho, Tiago transpassado pela espada, Estevão apedrejado, João Batista decapitado (Por se opor a um caso comum em nossos dias...) E no contexto histórico, os apóstolos sofrendo o martírio, qual o motivo? Mudou o mundo ou mudou a igreja? O mundo tornou-se bonzinho? Agora é amigo da igreja? Fizeram aliança profana, a noiva com a prostituta? Os que possuem vestes brancas abraçando as que tem vestes sujas, o que ocorrerá? As sujas ao contato com as limpas ficarão limpas, ou as limpas ficarão sujas?
A queda é perceptível, estamos orgulhosos, há uma multidão enchendo os templos suntuosos, igrejas grandes e estruturas magnificas, organização dinâmica e coisas impressionantes, essa técnica é antiga, impressionar para cativar, é o método religioso mais eficaz e mais profano que existe, mas lembre-se, a igreja primitiva, era a igreja do caminho estreito, e pregavam a fidelidade a custo da própria morte, enfrentavam os leões e a zombaria, eram devorados pelas feras, e transpassados pela espada, eram decapitados e serrados ao meio, eram queimados vivos e eram apedrejados, esse é o custo do verdadeiro discipulado, não amar a sua vida até a morte, mas hoje vimos amantes de si mesmos, pregue a cruz e o crucificado ressurreto, preguem sobre santidade e caminho estreito, preguem o negar-se a si mesmo, ao invés de auto-estima, falem em morrer por Jesus ao invés de viver na abundancia, falem em repartir ao invés de enriquecer, falem de oração ao invés de entretenimento, convoquem o jejum e a humilhação perante o Senhor ao invés do espetáculo e o show religioso, e veremos as igrejas cheias tornarem-se vazias, o povo vai embora, abandona jesus, em João 6 o discurso tornou-se antagônico ao ego carnal do homem, e eles abandonaram a Cristo, na abundancia do pão o povo da glória a Deus mas diante da vergonha da cruz, o povo escolhe Barrabás. Não querem servir a Deus conforme as escrituras, mas conforme acham que deve ser. Esse é o nosso pecado, a igreja moderna toma os trajes das modelos de novelas e das artistas de Hollywood coloca em suas mulheres, toma as estrategias de marketing joga em seus lideres, e trabalha no ego masculino concedendo a ele, “o sonho consumista americano” e tudo está perfeito! Essa é a queda...ela pode ser fatal

Sem convocar o homem ao arrependimento, sem denunciar a malignidade do pecado, tratando da cruz como um caso de amor, e não como uma gravidade consequente do pecado, a igreja moderna, tolera com requintes de mornidão e frouxidão a questão do pecado e da malignidade do homem caído, você já ouviu alguém evangelizar com as palavras convidativas e sugestivas, de que “Jesus te ama” ou “Deus tem um plano para você” mas os crentes modernos não  saem  a rua para chamar as pessoas ao arrependimento e que elas estão destituídas da graça de Deus e mortas em seus pecados, não denunciam o salario do pecado e a condição terrivel do homem caído. David Wilckerson disse: “ Deus detesta acima de tudo o evangelho morno de meias verdades que neste momento se está a espalhar por todo o mundo. Este evangelho diz, “Simplesmente creia em Jesus e será salvo. Nada além disso”. Ignora todo o conselho de Deus, que fala do arrependimento dos pecados passados, de tomar a sua cruz, de ser moldado à imagem de Cristo através do trabalho de refinamento do Espírito Santo. Silencia inteiramente acerca da realidade do inferno e do julgamento pós-morte.” Se você não chama de pecador perdido, a pessoa não cristã, ao invés disso, investir de forma leviana, usando palavras que massageiam o ego, ao invés de faze-lo enxergar a sua condição de perdido, com certeza ninguém vai ficar ofendido, mas com certeza também você vai colocar mais um iludido dentro  da igreja, se as pessoas não enxergam a sua verdadeira condição de perdido, também com certeza, também não terão a chance de um verdadeiro arrependimento e a necessidade de um verdadeiro Salvador. Isso é um fato irrefutável!

Lembra-te de onde caíste e arrepende-te(Apocalipse 2:5)

Jesus exige restauração de posição, a igreja precisa voltar ao seu lugar original, nós precisamos pensar sobre isso. Se você é um líder  espiritual, saiba que você está lidando com almas, a vida, o destino de muitas vidas estão sob nossos cuidados,  cada vez que você sobe o púlpito, precisa ensinar as placas corretas, para que o trajeto das almas, seja segura. Lembre-se de Tiago 3:1, mais juízo cairá sobre os mestres. Precisamos rever nossos conceitos, precisamos abrir os nossos olhos, precisamos orar e voltar ao Bispo e Senhor de nossas almas Jesus Cristo Salvador.

Clavio Juvenal Jacinto - Pastor, Pesquisador e obreiro voluntário, reside em Paulo Lopes SC
Congrega na Igreja Evangelica Caminho da Paz.

terça-feira, 25 de novembro de 2014

“EU LUTAREI”



esta foi a frase do fundador do exercito da salvação, o dr William booth. Que durante toda a sua vida, imitando o Senhor Jesus, deu-se completamente ao auxilio e resgate dos desamparados da Inglaterra. Vida digna de ser imitada. Em uma sociedade cristã, cuja a passividade e indiferença com relação as obras sociais, desclassifica a maioria para serem autênticos seguidores do SENHOR.  Os hospitais, os antros, os manicômios, as favelas, os presidios, lugares onde reina a miséria, onde reina a pobreza, a solidão, o desespero, o sofrimento, a fome, a desilusão. É ai o campo de atuação de cada cristão, que tem uma obediência ativa. Pautada nos princípios do evangelho eterno. Booth proclamava:
Eu lutarei...
Enquanto mulheres chorarem como choram agora,

Eu lutarei
Enquanto criancinhas passarem fome, como passam agora

Eu lutarei
Enquanto homens passarem pelas prisões, entrando e saindo, entrando e saindo...

Eu lutarei
Enquanto houver uma moça vagando perdida pelas ruas, enquanto restar uma alma que esteja nas trevas sem a luz de Deus.

Eu lutarei até o fim

EU LUTAREI


Precisamos moldar nossas aparências não com os artifícios da religião, mas com a compaixão que existiu em Jesus, e que deve também existir em cada um de nós.

CJJ

Sorrir...





É incoerente chorarmos por coisas que não valem a pena, mas é prudente sorrirmos para aquelas que mudam o sentido da nossa vida

Clavio J. Jacinto

sábado, 22 de novembro de 2014

Gratidão

Amo a Cristo, meu Salvador
Doce ternura das minhas lágrimas
Intíma emoção
Porque as palavras não podem
Expressar
A mai profunda gratidão
Que transborda em meu coração


Amo a Cristo, pela cruz
No esconderijo da minha humildade
Me reduzo a escravo da tua vontade
Como uma forma mais exata
De me expressar em ações

Tu és meu SENHOR...

CJJ

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Talvez...


quarta-feira, 12 de novembro de 2014

O Poder da Unção




O Óleo da unção

Funções físicas e seus princípios espirituais

Paralelos com as coisas mais profundas

Unge a minha cabeça e o meu cálice transborda (Salmos 23)

O óleo de oliva era usado de forma ampla na cultura antiga, e tem uma influencia muito grande na formação espiritual do povo de  Deus. Usado como combustível,  na consagração  de reis e ministros e na alimentação.

Quais os valores medicinais e nutricionais do óleo de oliva? há um paralelo nas coisas espirituais. O óleo representa as funções abençoadas do Espirito Santo. O que de forma simples nos leva a uma revelação extraordinária das coisas santas.

Veja o poder do azeite de oliva e compare com as coisas espirituais

1- Ajuda na função cognitiva

 É pela unção do Espirito Santo que recebemos inteligencia espiritual, a ciência da palavra, conhecimento, discernimento e revelação.

2-Combate a arteriosclerose

 O pulsar da vida espiritual é forte e transmite vitalidade ao cristão e ao corpo de Cristo na medida em que o Espirito Santo tem domínio e preside a vida espiritual.

3- Combate a trombose

 O Espirito Santo transmite vida e não morte aos cristãos, a vitalidade pessoal, a transmissão do poder da vida ressurreta de Cristo, da seiva da videira aos ramos, é processada pelo Espirito Santo presidindo corações e igrejas.


4- É  antioxidante

 A mobilidade funcional do corpo, como a agilidade, poder, eficiência e autoridade, vem da Ação do Espirito Santo, quando Ele não age, o resultado é esterilidade, estagnação, morte espiritual.

5- Possui efeito analgésico e curativo

 As feridas causadas pela vida, pelo inimigo e pelas circunstancias podem ser amenizadas curadas e cicatrizadas pelo poder do Espirito Santo.

6- Aumenta a expectativa de vida

 A vida comunitária das congregações, a vitalidade do corpo de Cristo, a resistência vitalicia, depende da ação do Espirito Santo em todo os momentos.

7- Combate diabetes e doenças biliares

 O corpo de Cristo precisa de um metabolismo espiritual equilibrado. O Espirito Santo combate as enfermidades circulatórias da alma, e transmite vida abundante através do Sangue de Cristo.

8- Fortalece os ossos

 Firmeza, estabilidade espiritual, resistência contra o mal, autoridade espiritual, tudo vem pela presença funcional do Espirito Santo na vida do cristão e na vida da igreja

9- Combate a catarata

 A visão espiritual verdadeira, só existe quando o Espirito Santo nos revela toda a verdade.

10- Tonificante e protetor do corpo

 É o Espirito Santo derramado, que protege o corpo contra as setas flamejantes do maligno, o fortalecimento da fé vem quando o Espirito Santo trás a presença de Cristo, Glorifica a pessoa de Cristo e é nossa cobertura. É o Espirito Santo que transmite todas as realidades espirituais para a igreja e para o cristão devoto

E quanto a vós, a unção que dele recebestes fica em vós, e não tendes necessidade de que alguém vos ensine; mas, como a sua unção vos ensina a respeito de todas as coisas, e é verdadeira, e não é mentira, como vos ensinou ela, assim nele permanecei. (I João 2:27)

Pr Clávio J. Jacinto
Igreja Evangélica Caminho da Paz
Paulo Lopes SC


Coragem na adversidade


terça-feira, 11 de novembro de 2014

Poema da Adversidade


Evangelho no Coração


Oração e aperfeiçoamento


segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Porto Seguro


quinta-feira, 30 de outubro de 2014

A importancia da ação



Não é capaz de me convencer com palavras, aqueles que professando a fé em Cristo, agem de forma oposta, denunciando a si mesmos com atitudes  se fossem anticristos

Clavio J. Jacinto

Sobre solidão


quarta-feira, 29 de outubro de 2014

O Caminho do Amor



Que o amor seja verdadeiro pelo caminho do sacrificio, Que seja nobre pelo caminho do sofrimento. Que o amo seja mais puro pelo caminho do perdão, e que ilumine mais aqueles que se encontrem na escuridão, que o amor seja fundamentado nas coisas importantes e preciosos, porque é quando a verdade molda o amor, que ele torna-se verdadeiro para resistir a maldade, e aperfeiçoar-se pela eficacia da fidelidade

Clavio J. Jacinto

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Esperança e Paciencia


Não julgar pelas aparencias


sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Unico Caminho


quinta-feira, 16 de outubro de 2014

O QUE É SER CRISTÃO?




1 – Os seguidores de Cristo oram chamados pela primeira vez de cristãos em Antioquia (Atos 11:26) desde então o titulo tem sido usado de forma muito relativa, aplicando-o a qualquer pessoa que creia em Cristo, o que não é correto. Há algumas caracteristicas distintas, que fazem com que uma pessoa de fato seja cristã, pois na balança espiritual, deve estar em equilibrio a fé e a pratica. As palavras não valem nada se as ações estiverem em contradição.
2- Paulo admoesta que quem professa o nome de Cristo, deve se apartar da iniquidade (II Timoteo 2:19) cristão é aquele que se parece com Cristo, que vive a vida de Cristo, que tem relacionamento com Cristo, que segue os passos de Cristo, desenvolve as virtudes de Cristo, e se aperfeiçoa  através de um modelo que é Cristo. Deu deseja que cada cristão tenha a imagem de seu Filho (Rom 8:29) toda a teologia paulina tem seu centro nesse sentido, que cada cristao alcance “A medita da estatura completa de Cristo”(Ef 4:13) pois todas as coisas serão reunidas em Cristo na plenitude dos tempos(Ef 1:10)
3- As escrituras nos exortam a andarmos nele(Col 2:2)a termo comunhão om Ele(I João 1:3)  estarmos ligado a Ele(João 15:5) a obedecermos a Ele(João 15:5) não é de admirar que Paulo se pronuncie na defesa de um evangelho onde só o nome e a pessoa de Cristo seja pregada e proclamada (I Corintios 2:1 a 5)
4- Ser cristão não é só crer em Cristo, mas tambem padecer por ele(Fp 1:29) assim o cristão é convocado a considerar a Cristo sumo sacerdote e apostolo da fé(Hb 3:1) pois ele é a causa da eterna salvação, aos que o obedecem(Hb 5:29)
5- Sendo relevante a questão, cada cristão deve aceitar fatos concretos a respeito de Cristo; Ele é mais sublime que o céus(Hb 7:26) mediador de uma nova aliança (Hb 12:24) único mediador entre Deus e os homens (I Tm 2:5) Advogado junto ao Pai(I João 2:1) intercessor junto ao Pai (Rm 8:34) fonte de todos os tesouros espirituais(Cl 2:3) único nome e único caminho para a salvação(At 4:12 e Joao 14:6) ofereceu para sempre um único sacrificio pelos nossos pecados (Hebreus 9:12) está assentado a destra de Deus(Hebreus 1;3) tornou-se herdeiro de Tudo(Hb 1:1) Foi confiado a Ele todo o juizo (Joao 5:22) foi lhe dado todo o poder( Mt  28:18)e voltará triunfante para julgar vivos e mortos(I Tes 5:1 a 10 e II Tes 2)
6- Portanto, amar a Cristo e servi-lo com fidelidade e profundo amor, deve ser a suma da vida de um verdadeiro cristão. “Par que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho no céu e na terra, e toda a lingua confesse que Jesus é o Senhor para a glória de Deus (Fp 2:10 e 11)

Clavio J. Jacinto 

segunda-feira, 19 de maio de 2014

Ser Luz Espiritual



Durante toda a noite, o jardineiro celeste apanha as estrelas e as conduz num mesmo cesto. Todas elas se unem para multiplicar as luzes. É assim que se processa o amanhecer, segundo a visão do poeta. Todas as luzes unidas, produzem a força para desfazer a noite escura.
Talvez essa alegoria pouco tenha a ver com ciencia, mas ela tem algum sentido na vida espiritual. Se dispusermos de nossa luz, cada verdadeiro cristão, em santa união, teremos um esplendor suficiente para espantarmos as trevas que assombram o nosso mundo. Não deveríamos nos espantar com as trevas que reinam em nosso século, deveríamos produzir luzes o suficiente para espantar essas trevas. Aliás essa é uma função nossa. Ser a luz desse mundo. A igreja do Senhor ainda está nesse mundo, é dever de cada cristão brilhar com mais intensidade nesses ultimos dias. Brilhe a vossa luz diante dos homens, e DEUS será glorificado com isso

Pr C. J. Jacinto

Vaso


Vaso e vida sou
Vida de vaso e vou
Viajando nesse veleiro
A vida
Por vales, mares e outeiros

Sou vôo e sou valado
De vil, agora da graça sou alvo
Como vaso de barro, moldado
Mãos que me amassam
Construindo  a razão e o coração

Em plena luz de sóbria verdade
Vaso e vôo
As vigas dessa existência
A providencia

Da tua vontade

sexta-feira, 16 de maio de 2014

Viver para Cristo


quinta-feira, 15 de maio de 2014

Cristão e perfeição


Vida cristã verdadeira


O CORDEIRO DE DEUS


Discernimento espiritual


Pedras



Duas vezes no começo do evangelho de Mateus vimos um relato referente as pedras do deserto da Judéia. João o batista, estava pregando o chamado ao arrependimento, e muitos judeus vinham ter com ele. A dura repreensão, por causa da superficialidade da vida espiritual de muitos judeus, fez com que o batista os chamasse de filhotes de serpentes. E em seguida o batista dizia que Deus poderia das pedras do deserto da Judéia,  fazer filhos a Abraão. É lógico que essa identificação com o poder de Deus, nos leva para uma reflexão mais profunda da questão, uma vez que Genesis relata que Deus fez o homem do pó da terra, é lógico acreditar que o Batista cria que o Senhor também poderia criar filhos de Abraão a partir das pedras adormecidas no deserto da Judéia. Mais a frente, depois desse episodio naquele deserto misterioso, as escrituras afirmam que o Espírito conduziu Cristo ao deserto. Todos os comentadores e praticamente todos os estudiosos das escrituras acreditam que esse deserto era o deserto da Judéia. Então temos o conflito, o confronto entre Cristo e satanás, e o  desafio de satanás era que Cristo transformasse em pães,  aquelas pedras que João Batista disse que Deus tinha o poder de transformá-las em filhos de Abraão! As pedras da Judéia testemunharam uma fé verdadeira de João Batista e uma fé doentia de satanás. É lógico que ele sabia que Deus poderia transformar pedras em pães, porem qual era a intenção por trás  de um milagre dessa natureza naquelas circunstâncias?  Aqui está algo com que temos que refletir.  Deus não manifesta o seu poder com o intuito de fazer show de poderes divinos. Não efetua milagres por causa do desafio de seres que com segundas intenções querem profanar o nome santo e a conduta reta daqueles que são santos.  Nos dois casos não houve milagres, nem em João batista e nem na tentação de Cristo. Não porque Deus não teria o poder de efetuar isso, mas porque nao é por esse caminho que Deus trabalha.
 Estamos diante de um dilema! As pedras não foram transformadas em pães, muito menos surgiram filhos de Abraão das pedras do deserto da Judéia. Porém elas testemunharam de um home que foi arauto de uma fé que começava a cintilar no noite escura da humanidade, e dali daquele campo de batalha, o deserto da Judéia, se deu um confronto de forças espirituais opostas, cuja a vitória definiu o rumo da redenção da humanidade. É nesse deserto, que o testemunho silencio ganha um brado, pois se permitirmos nosso silencio as pedras da Judéia irão clamar. Estamos sendo conduzidos por uma espécie de cristianismo onde o milagre parece ser o cartão de visitas ou que é pelo menos  a prova definitiva de que temos uma verdade. Porem a verdade de Cristo e a verdade de João Batista forma sem sinais evidentes. A Bse da conduta de ambos foi uma pela confiança e uma forte obediência a um chamado e a uma missão, e isso é o que nos interessa nesses dias difíceis. O que nos interessa? A glória de Deus? Qual é a nossa missão aqui nessa vida? Estamos indo de acordo com a nossa vocação celestial? Como vimos todo esse mundo e a nossa vida e o curso que El se movimenta nesses últimos dias? Estamos cumprindo com a nossa missão? As vezes  crer no poder de Deus é suficiente e  esperar que a manifestação da sua glória no tempo certo é a nossa esperança. João afirmou que as pedras poderiam se transformar em carne e ossos, porem isso não aconteceu. Isso não significa que Deus não tinha poder para isso, ou que a sua fé não foi suficiente, apenas é algo com que temos que moldar a nossa fé, e crer que Deus não age conforme nossas perspectivas existenciais. É isso! E quando as pedras não se transformaram em pães quentinhos  e saborosos, isso não diminui a glória e o poder de Deus, em hipótese alguma. Deus não pode ser diminuído na nossa vida quando não vimos um milagre acontecer, exatamente porque esperamos o milagre que livre a nossa pele, e não para que Deus seja engrandecido no nosso corpo.
Aas pedras continuaram sendo pedras, essa é a função delas dentro do mundo natural. Deus não intervém em algo simplesmente para satisfazer nossas necessidades egoístas. Em hipótese alguma ele jamais faria isso. Quando o verbo se faz carne, e isso por si só é um milagre mais extraordinário do que pedras se transformarem em pães e em filhos de Abraão, e outro que precede o primeiro é a a ressurreição gloriosa, e nesse sentido de existência do verbo Messias encarnado e glorificado, vimos as maravilhas de Deus de forma plena no espaço e no tempo. Enquanto isso as pedras do deserto da Judéia ainda estão lá, elas foram testemunhas do conflito espiritual de Mateus 4, ouviram o brado de João Batista. As pedras sinalizam o poder de Deus, mesmo sem um milagre aparente. João nunca viu as pedras se transformarem em homens, porém as almas endurecidas pelo pecado, embrutecidas pela iniqüidade, se desmantelam pelo poder do sangue remidor do Salvador. E isso é a glória da redenção. A misericórdia de Deus em ação.  Cristo não transformou as pedras em pães, porém Ele mesmo, com a vitória na consumação de uma eterna redenção torna-se a pedra de esquina, o fundamento de todo o edifício da salvação eterna que Deus mesmo concede a cada homem pecador que se arrepende de seus pecados. Pedras que não se transformam em pães e que não tornaram-se em filhos de Abraão, mas que finalmente ilustram a base pela qual é firmada a casa espiritual, a nossa fé, não em areia sem segurança, mas numa rocha inabalável que é o próprio Cristo, e ele sendo a pedra de angular, misteriosamente é o Filho do Deus de Abrão e o pão da vida.

Pr  Clavio Juvenal Jacinto Igreja Evangelica Caminho da Paz



quinta-feira, 3 de abril de 2014

Cristo e nada mis


O MELHOR CAMINHO


Materialismo e evangelicalismo




Pra pensar


Unção Celestial


Manancial de unção
É teu espirito prometido
Derrama sobre nós como uma chuva temporã



Pra transbordar completamente
A alma sedenta
Que procura desesperadamente


Um seguro abrigo
Em tua presença


Clavio Jacinto

MEU DEUS


Meu DEUS é esperança
Firmeza e confiança
É coluna da vida
Minha alma segura, em ti
Se segura
Meu DEUS é ponte
Farol
Ilumina as passagens escuras
Obscuras da vida, a jornada
É meu DEUS, soberano
Gracioso, misericordioso
Santissimo e elevado
No trono de glória
Proclama a triunfo e vitória
A entrada do amor sempiterno
Nos campos e palacios
O meu lar eterno
Meu DEUS adoravel, veneravel
Ancora de todo meu ser
O meu viver e morrer

Cristo, a luz do mundo


Luz do evangelho


Pregações modernas


Temor?



Não tema as pessoas por causa da incredulidade, tema pela sua falta de coragem de testemunhar para pessoas incrédulas.

Clavio Juvenal Jacinto

Insegurança




Insegurança

Por onde andas, e chegarás
pra onde irás?
Tu que pelo mundo vai
sem direção alguma
luz que orienta, não tem nenhuma
Mas segues prosseguindo
sem saber pra onde vais indo...

A vida é dura jornada
breves alegrias e duras tristezas
avidos calores funestas friezas
Tantas ilusões e muitas incertezas
porém vai tua alma em direção
na mesma falsa visão da ilusão
miragens

Desperta 
Com coragem e mente aberta
estai de sobreaviso e alerta
a vida de pecado é devassa
um vapor, num instante passa
a vida segue e te carrega
e por onde andas não enxergas
o perigo

Digo, isso, sou teu amigo
Com coração firme e voz serena
Sem Cristo a vida não vale a pena
pois andar no mundo sem direção
é seguir inseguro ao vale da perdição
Receber a escuridão
pra viver no fogo da condenação
desperta e fica alerta.....


Clavio Juvenal Jacinto






































quinta-feira, 20 de março de 2014

A dadiva do matrimonio




Soa breve trovão do coração
Soprando a tempestade desse amor
Em aridos desertos e pedras
Nos poentes de faces laureadas
Nos nascentes de rios cristalinos
Benfazejo lagar das minhas lagrimas
Recondito de minha saudade
Em ti espero os passos da jornada
Pois a vida tornou-se o meu jardim
Vivendo tu ao meu lado....

CJJ

CD Elim Harmony Band

O grupo romeno de musica cristã Eli Harmony dispõe inteiramente gratis todas as musicas de seu novo album, as musicas estão em romeno, é claro, o pessoal mora lá!!! mas vale a pena ouvir os hinos, são canções lindas e inspiradas, e aliás nos dá o privilegio de ouvir hinos cristãos em romeno, o Senhor seno louvado em todas as linguas da terra

http://www.elimharmony.ro/#iubireataosimt


quarta-feira, 19 de março de 2014

Aflições da vida


Uma oração...


Sonhador


Livro gratis sobre criacionismo e evolucionismo

Obra interessante com quase mil paginas refutando o evolucionismo, muitas informações e argumentos favoraveis ao criacionismo biblico, o livro foi escrito em espanhol, mas pode ser lido com facilidade com paciencia e dedicação. Esse é o link e não se esqueça: BOA E DEDICADA LEITURA!!!

http://www.creacionistas.com/products.html

sexta-feira, 14 de março de 2014

O Cego Bartimeu


O CEGO BARTIMEU

Bartimeu , pobre mendigo no caminho
Cego e triste, pois não podia enxergar
Vida amarga, dores de tantos espinhos
Até que num momento percebeu passar

O mestre e Messias pelo caminho andava
Que grande momento, uma oportunidade
Percebendo o cego, ali mesmo clamava
Meu bom Mestre Jesus, tem de mim piedade

Uns outros porém, mandaram ele se calar
Mas não se calou, estava ali a sua sorte
Então, bem  mais alto começou a bradar
Sua esperança estava agora, bem mais forte

Cristo ouviu seu suplicio, sua dor, seu clamor
E para o cego tristonho, seu rosto voltou
Num piscar de ação, num toque de esplendor
Veio o milagre, o sofrido cego enxergou

Assim, aquele homem viveu a melhor alegria
Porque era cego, mas agora estava curado
Mas a essência de ser feliz, não era porque via
Mas porque seus pecados estavam perdoados


Clavio Juvenal Jacinto

Gesto de Amor


Pequenos gestos de amor, pavimentam as verdadeiras aventuras das coisas inesqueciveis...

A ETICA DOS PEQUENOS DETALHES



Está lá em Mateus 21, a narração da entrada triunfal de Cristo em Jerusalém. Cristo manda buscar um jumentinho emprestado. (Era uma jumenta e um jumentinho) O que me chama a atenção, esta no versículo 3, Jesus, Salvador afirma que devolverá o jumento, depois que fizer uso do animal, naquele evento impar. Aqui está algo interessante, porque vimos em um simples detalhe que Cristo tinha uma ética bem acurada, ele devolveria o jumentinho. Isso não é interessante? Geralmente ouvimos muitos criticarem e lamentarem sobre o fato de terem emprestado alguma coisa para um cristão, mas que nunca existir uma devolução. Livros, CDs, DVDs, outros objetos e porque não afirmar; até mesmo dinheiro. Eu tenho repensado a realidade de que a maior parte dos cristão tem um cuidado imenso com relação aquilo que eles consideram um grande erro, um grande pecado, ou uma grande falta. Mas que são completamente omissos com aquilo que eles consideram como “pequenas faltas”. Essa visão distorcida da questão, é uma falta de maturidade e espiritualidade, e até mesmo ignorância com relação as coisas. Não estamos vivendo e enxergando a realidade como deve ser vista e vivida. Moisés não precisou cometer um delito grave, segundo os padrões como enxergamos e  entendemos as coisas. Foi apenas um ato de ferir a rocha, quando deveria apenas ordenar, e a vida dele tomou um rumo complicado. Não sei como você vê essas coisas, mas  a maioria dos cristãos não tem um cuidado demasiado com respeito as pequenas faltas. E isso é errado. As pequenas faltas podem ser tão grave quanto as grandes.  Jesus demonstra um ato de responsabilidade moral, quando promete que a jumentinha será devolvida depois que o propósito do animal ter sido tomado emprestado for cumprido. Em outras parte das escrituras do Novo Testamento, Jesus até mesmo fala que um simples olhar para uma mulher com uma má intenção, já é um adultério consumado no coração. Algo tão simples e reservado, como um olhar, as vezes escondido, é aos olhos de Deus, um pecado grave. Isso de uma forma peculiar, simples, algo considerado pela maior parte dos mundanos e incrédulos como algo normal, insignificante como um simples olhar maldoso, é um delito que se comete por dentro da alma. Não sei como você está lidando com isso. Mas acho que se você não devolve o que é emprestado, se não cuida de seus olhos, se não está disciplinando suas emoções, sua raiva, se não processa diariamente uma purificação do coração, creio que você pode esta sofrendo de uma enorme falta de caráter. Porque todo o delito, ainda que  pequeno, quando cometido e não reparado, porém repetido durante anos, transforma-se num grande problema pessoal, moral e espiritual. Tomamos como exemplo, se nunca devolver os livros que tomou emprestado, quantos deles está seu domínio. E se durante todo o percurso da sua vida, você pediu somas insignificantes como alguns centavos, mas tente somar isso, agora. Se você nunca pagou, pode resultar em uma divida abrangente. É isso que me chama a atenção em Mateus 21, Jesus irá devolver, e de fato devolveu a jumentinha, quando cumpriu seu projeto que era a entrada triunfal em Jerusalém. Algo simples, uma leitura que passa despercebida para muitos estudantes e leitores da bíblia, mas que chama a minha atenção de uma forma muito especial. Ser fiel no pouco, é um desafio. Ser preciso nãos coisas éticas contribui para o nosso progresso espiritual.  Ética nos pequenos detalhes da nossa vida, vai por fim, contribuir para inúmeras bênçãos com o passar dos anos. Pagar nossas dividas, mesmo as mais insignificantes, dar o troco correto, devolver o que pedimos emprestado, e ainda desejo acrescentar algo. Ainda ontem conversei com um irmão sobre muitos assuntos, e ele acabou entrando na área, do problema de emprestar coisas aos outros, e sempre vir marcado pelo descuido, ele acrescentou que em situações diversas é interessante notar que no caso de um automóvel, por exemplo, a porta do motorista, é aberta e fechada muito mais vezes do que a do lado do caroneiro, mas com freqüência, e sempre é a porta do caroneiro que mais quebra, é amassada, arranhada etc. porque isso acontece? Porque sempre temos o defeito de caráter, de não cuidar com mais zelo, aquilo que não é nosso. Raramente encontramos pessoas que devolvem o que tomam emprestado, tomam posse indevida das coisas alheias. Outros devolvem, mas não tiveram o devido cuidado, e isso também é uma grande falha, porque d evolvem as coisas quebradas ou com defeitos. São essas pequenas coisas, que passam despercebidos, porque a percepção humana não dá muita ênfase sobre alguns detalhes morais, que são de suma importância no contexto espiritual e moral das escrituras. Que possamos mudar, é claro, para melhor. Devolvendo o emprestado, dando troco correto, pagando nossas pequenas dividas, e enfim, atentar para as coisas que parecem ter pouca importância. Pois Deus olha para elas, na mão de Dorcas estava uma agulha, era essa a ferramenta minúscula, que lhe deu o mérito de ser uma cristã exemplar, as pequenas coisas também tem muita importância para Deus, por isso nunca ignore-as.


Pr Clavio Juvenal Jacinto

Igreja Evangelica Caminho da Paz

Ler as Escrituras


O Pulpito Moderno




terça-feira, 11 de março de 2014

Mergulho

Mergulho em sonhos
Meio tonto, torturado
Um terço da esperança
Espelho molhado
Reflete a face, a fome
O  sono e arado
Cortante cardumes
Folhas e hélices, alados
Eu mesmo, derramo
O leito estirado
A alma,faminta
O coração armado
Despertado
O outro lado da vida


Outono


Cai as folhas e meus anseios 
Nesse mar de luas e luzes de  outono
Meu alimento é o néctar de ventos
Pólen e areias de praias revoltas

Cai as coroas das lagrimas e orvalhos
Nesse mar de esperas no apogeu
Entre os sinos da corça e harpas de cordeiros
O toque tranquilo de uma trade chuvosa

Cai a semente da minha saudade
Germina nas terras do além muros
Agora estou aqui sofrendo esse desejo
De te ver bem de pertinho de meus olhos


CJJ


Sempre e Eternamente

A ti que relembras o sol
Como orquídeas e girassóis
Tu sempre entre nós
as vezes

Como cipreste e romãs
pinheiros e hortelãs
Sempre entre todos
Em nós

A ti como jabuticabas
Morangos, cerejas e goiabas
Sempre a nós unido
Muitas vezes

Como rosas silvestres
Lírios e amoras campestres
Sempre presente
Agora e eternamente

Cantico do matrimonio


Canto a primavera e os seus brilhos
Canto a certeza de teu lindo olhar
Princesa de minhas suaves paragens
Sopro de minhas celestes aragens

Canto teus olhos cor vivo brilhante
Conto as horas e teus densos instantes
O perfume adormecido no teu sorrir
As fragrâncias da tua  doce formosura

Canto o desejo de cada momento
Um par de sussurros, e desbotamentos
Das chuvas que irrigam nosso amor

Canto a satisfação de nossa união
As frases descritas nas palmas da mão
As jóias acesa de nosso esplendor



Clavio Juvenal Jacinto